“Da Leveza

Para uma civilização do ligeiro”,

Um livro que tive o prazer de ler, com certeza

Com várias ilações e bastante verdadeiro;

 

Gilles Lipovetsky foi o seu autor

Um francês e influente pensador,

Uma obra com imensa informação adicional

Mas a tradução apresenta um ou outro problema gramatical;

 

Hoje em dia, o leve domina

Em cada detalhe e segmento,

Ou numa atividade num dado momento

A cultura da leveza realmente fascina;

 

Uma civilização moderna

Uma sociedade preocupada,

Já se foi o tempo da caverna

Vivemos numa era tecnologicamente avançada;

 

Nunca estivemos num mundo tão leve

Com tantas expetativas e desejos,

Preocupação por algo adjacente e que não serve

Alguém sabe onde estão os abraços e beijos?

 

O que é leve abunda

Neste mundo material e cultural,

Formou-se uma raiz profunda

E essa vertente tornou-se num ideal;

 

A civilização do ligeiro

Está aqui para ficar,

Um ambiente inteiro

E uma revolução que o leve está a protagonizar;

 

Uma era hipermoderna

Com um hiperconsumo muito presente,

Uma mudança crucial e severa

Tornou o consumo dos indivíduos diferente;

 

Uma leveza dos antigos para os modernos

Um sonho de aligeirar a vida,

Junto de uma sociedade de consumo

Que parece ser “amiga”…

 

A necessidade contínua do novo constante

Uma paixão pelo infinito,

Prazer fugaz e dominante

É sempre um peso acrescido;

 

Mas é esta “luta”

Do leve contra o pesado,

Que marca a atualidade

E será importante para o futuro ou fora para o passado;

 

Uma espécie de “novo corpo”

Com a obsessão pela magreza,

Conceito algo “torto”

Para o que realmente pode ser a beleza;

 

O micro, o nano e o imaterial

Uma forma de revolução digital,

O peso de leves tecnologias

Incómodos e “caprichos” todos os dias;

 

Feminilidade e masculinidade

A moda para qualquer género e idade,

Uma soberba leveza

E um novo aspeto para a beleza;

 

Arte, arquitetura e design

They think it’s fine,

Da casa ao mobiliário

Passando levemente dos roupeiros ao vestuário;

 

Vivemos num mundo

Preocupado com a aparência,

Nunca nos contentamos com o que temos

E, por vezes, nem nos lembramos de ter uma certa eloquência;

 

É hora da utopia light vingar

Corpos, comida ou o mundo digital,

Leve, levemente, está aqui para ficar

Numa “magra” sociedade global;

 

Até a “época cool” foi afetada

Sexo, álcool e drogas de uma assentada,

Até divórcios e casamentos

Perderam a sua “carga pesada”;

 

Tudo fatores do dia-a-dia

Que podem parecer insignificantes,

Mas há que ser dito

Eles são realmente importantes!

 

Liberdade e igualdade

Desejo e singularidade,

Qual o peso da idade?

Ou qual o leve de toda esta ambiguidade?

 

A liberdade sem peso

É como uma pluma que não pousa,

Eu estou leve mas sinto-me indefeso

Num mundo que usa e abusa;

 

No meio do muito

Ficamos com pouco,

Encontramos tudo junto

E não queremos outro;

 

Tudo fica mais flexível

Mas a vida continua desorientada e insegura,

Temos tanto prazer disponível

Mas a ansiedade continua;

 

Imensos dispositivos leves

Uma panóplia de Social Media por usar,

Mas nada disto totalmente elimina

O stress ou o mal-estar;

 

Tal como diz o autor nesta “ferramenta”,

“Nunca tivemos tantas possibilidades de viver levemente,

Mas, no final, a alegria de viver não aumenta”

Isto faz-nos pensar, realmente;

 

A leveza da alegria acaba por ser um pouco efémera

Tal como um copo com água por beber,

Ou um riacho numa dada Primavera

E tudo passa sem ninguém por completo se aperceber;

 

Pois, quanto mais leves tentamos ser

Mais pesados ficamos,

Do amanhecer ao anoitecer

Uma civilização do ligeiro nós cultivamos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s